Assistência e Atenção Farmacêutica na prática e na atividade profissional

Assistência e Atenção Farmacêutica na prática e na atividade profissional

São duas expressões confundidas frequentemente, mas que dizem respeito a atividades com conceitos diferentes. A Assistência Farmacêutica (AF) está para o medicamento, assim como a atenção farmacêutica está para o paciente. O processo terapêutico envolve ferramentas e serviços, ferramentas quando compreendemos que o medicamento é um componente importante de uma terapêutica (métodos e procedimentos de tratamento), e serviços quando envolve os procedimentos realizados por profissionais, capazes de utilizarem tais ferramentas na condução de uma terapêutica.

A Assistência Farmacêutica se preocupa com as etapas de produção do medicamento, com o provimento, controle de qualidade, distribuição, segurança e eficácia do medicamento, obtenção dos princípios ativos, difusão da informação - tanto para o público como para os prescritores, conservação e tudo que diz respeito a todas as etapas da produção do medicamento até atingir seu objetivo principal, que é a forma de obtenção do mesmo pelo paciente e a correta utilização deste através dos prescritores. Portanto a Assistência farmacêutica irá assegurar que o medicamento chegue de forma correta ao paciente, e na maioria das vezes é no ato da dispensação que se dá o ponto de partida para a atuação do farmacêutico na Atenção Farmacêutica.

A Atenção Farmacêutica é a ação do profissional farmacêutico junto ao paciente e tudo o que a ele se relaciona como tal. Logo, atender, acompanhar, orientar, dar suporte e suprir as necessidades de um paciente vai muito além de um simples ato de dispensar um medicamento. Sendo assim, o profissional farmacêutico que atua na Atenção Farmacêutica tem como função detectar e resolucionar todos os problemas relacionados aos medicamentos e a terapêutica com o objetivo de aumentar a efetividade do tratamento e, consequentemente, melhorar a qualidade de vida em saúde do paciente.

Quando falamos de terapêutica hoje já entendemos que se faz necessário a integração de profissionais de diferentes formações envolvidos em um tratamento. O médico, o fisioterapeuta, o psicólogo, o enfermeiro, o técnico de saúde, o nutricionista e o farmacêutico fazem parte de um grupo multidisciplinar, envolvidos em recuperar o bem estar de um paciente. Alguns outros profissionais podem ser inseridos neste grupo, como por exemplo o engenheiro, o analista de sistemas etc., com o objetivo de participar na ação que resultará na recuperação de um paciente, para assim devolvê-lo em plenas condições de atuar na sociedade.

Portanto, o farmacêutico, como profissional único em sua área de formação, é parte integrante de um grupo multidisciplinar, e pode fazer toda a diferença quando ele, conhecedor de uma destas ferramentas de tratamento - o medicamento, pode acompanhar, conduzir e orientar num processo terapêutico, e reportar corretamente às autoridades de saúde eventuais ocorrências que serão importantes para uma política pública de saúde.

Patrícia Falcomer da Silveira
Farmacêutica - CRF/DF: 6326

..........



Visitantes até 5 de julho de 2017: 3.378.076 - Fonte: UolHost

WhatsApp! (61) 99162-4619
camiloalencar@gmail.com