Limoeiro

Citrus limon, Citrus medica

Segundo vários autores, o Limoeiro combate um número espantoso de enfermidades, cerca de mais de 1500, e até mesmo o sumo do seu fruto possui excelentes virtudes antissépticas e adstringentes. Muito eficaz no combate ao escorbuto, devido a presença da Vitamina C e do Ácido cítrico. O Limão produz efeitos ditos extraordinários quando ingerido até um certo limite em quantidades progressivas maiores, e depois, em quantidades progressivas menores. A quantidade e o limite, segundo alguns autores, depende da doença a ser superada.

Principais propriedades:

- Antibiótica;
- Antivirótica;
- Adstringente;
- Antisséptica;
- Antireumática;
- Imunoestimulante;
- Antiinflamatória.

Principais indicações:

- Tifo;
- Asma;
- Tosse;
- Gripe;
- Febre;
- Lepra;
- Varíola;
- Malária;
- Sarampo;
- Diarréia;
- Sinusite;
- Difteria;
- Bronquite;
- Rouquidão;
- Escorbuto;
- Amigdalite;
- Furunculose;
- Escarlatina;
- Tuberculose;
- Litíase biliar;
- Parasitoses;
- Blenorragia;
- Reumatismo;
- Hidropsias;
- Sífilis;
- Gota.

Contraindicações:

- Uso abusivo;
- Em contato com a pele, provoca manchas e queimaduras;
- Em processos catarrais sem o acompanhamento de expectorante.

Parte Usada:

- Casca, folha, fruto

Fitoterápicos



Visitantes até 5 de julho de 2017: 3.378.076 - Fonte: UolHost

WhatsApp! (61) 99162-4619
camiloalencar@gmail.com